quarta-feira, 25 de maio de 2016

*OS GIRASSÓIS


*Os Girassóis 

No colorido das folhas dormi,
Escravo da natureza mordaz,
Na umidade e estiagem sucumbi,
O sol risonho me cobriu de paz.

Nasci. No leste vi a claridade,
No oeste o negrume da noite,
A semente rompeu com véu da tarde,
Sorriu a vida, na curva, forte açoite.

Sigo o sol errante que me seduz,
Num flerte diário, fixo meu olhar
Cativo da luz, crepúsculo solar.

Dois girassóis tímidos adormidos,
Na escuridão da noite, os gemidos,
A vida nasce em qualquer norte luz.

Sonia Nogueira


Nenhum comentário:

Postar um comentário