sábado, 12 de agosto de 2017

*VIAGEM IMAGINÁRIA




Viagem Imaginária


Ao longe o olhar deita nas lembranças
Mocidade irrequieta sem temor
Sorvendo no pensar breves bonanças
Levadas na sacola a vida, o agror.


Enganos, desenganos, amor incerto
Deixaram cicatrizes sem emenda
A moça solitária partiu decerto
Os sonhos para traz fez encomenda:

Não leves amarguras, cubra o poço
Tateia cada pedaço, em cada olhar
Na hora das tormentas, o esboço

Do abraço, do sorriso  verdadeiro.
E veio de mansinho e sorrateiro
Amor completo, sobremesa e almoço.



Sonia Nogueira

Nenhum comentário:

Postar um comentário